Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

FAZER ASSOCIATIVISMO

Textos sobre as minhas vivências associativas

FAZER ASSOCIATIVISMO

Textos sobre as minhas vivências associativas

S F A L HOOOOOOOOOO SFAL - «CONSEGUIMOS, porque nem eu, nem tu, baixamos os braços»

 

Na edição digital do jornal regional do Distrito de Setúbal «Rostos» - www.rostos.pt – foi publicada uma noticia a divulgar que o par feminino da SFAL, Catarina Soares e Ana Raquel Figueiredo, foram as únicas atletas de Ginástica Acrobática apuradas para disputar os Campeonatos Nacionais.
Como é habitual no jornal «Rostos» os leitores comentam as noticias. Ao ler os dois comentários colocados na referida noticia, quer pela Raquel, quer pela Catarina, senti uma grande emoção e, portanto, decidi partilhar com os leitores do Cachaporreiro, as lindas palavras das duas atletas que são, sem dúvida, um hino ao associativismo e aos laços de amizade, formação humanista que estes espaços proporcionam aos jovens e à comunidade.
 
CONSEGUIMOS, porque nem eu, nem tu baixamos os braços
 
Escreveu a Catarina Soares, num comentário editado no jornal “Rostos” : “ Sinto-me bastante contente por mais uma vez ir representar o distrito numa prova Nacional. É com muito orgulho que há seis anos represento a SFAL, o Barreiro e Setúbal em campeonatos Nacionais, quase sempre a única a ir... chegando mesmo a ganhar uma medalha de 3º lugar, no Nacional, de há dois anos, em par misto, com o Pedro Daniel.
Fui durante oito anos volante e este ano sou base, tenho o prazer de ter a volante mais linda do mundo e de ter pessoas que querem sempre mais de nós mas, que no fundo sabem que conseguimos!
A verdade é que conseguimos...Foi com muito empenho e muita dedicação que lá chegamos! Quero dar os parabéns ao trio da SFAL que também foi á qualificativa, mas que não passou ao Nacional.
Quero agradecer em 1º lugar á minha parceira, Ana Raquel. Em 2º ao Prof. João e a Margarida. E também aos pais da Raquel e aos meus porque foram incansáveis no apoio que nos deram!
Aos colegas da SFAL, em especial às três meninas que foram á qualificativa e que nos apoiam muito, Obrigada. Ana Raquel para sempre a minha volante, obrigada por tudo.
Sabes que com gritos e com chatices CONSEGUIMOS, porque nem eu, nem tu baixamos os braços e não desistimos.
E isso faz de nós o UNICO par a ir ao Campeonato Nacional. Obrigada a todos os que acreditam que é possível chegar mais longe... Bjs.”
 
S F A L HOOOOOOOOOO SFAL
 
E fica também, aqui, para a nossa memória colectiva futura, estas palavras da Raquel, também um comentário no jornal “Rostos” : “Estou muito satisfeita comigo própria , com a Catarina , profs e com as minhas colegas da SFAL . S F A L HOOOOOOOOOO SFAL”.
 
Significado de uma associação na vida de uma comunidade
 
Estas palavras valem por si. Estas palavras para quem como eu dedicou anos da sua vida ao associativismo de forma activa, lidas hoje, valem mais, muito mais, que qualquer galardão, ou distinção associativa, porque sinto, no meu coração, a força, o valor, o significado de uma associação na vida de uma comunidade, e, orgulho-me, sem falsas modéstias, de alguma forma, ter dado o meu singelo contributo para, hoje, poder ler estas palavras de felicidade da Raquel e da Catarina.
O meu “Obrigado!” à Raquel e à Catarina. Mas acima de tudo, obrigado pela vossa lição de vida. Força!
Ficam aqui os meus votos para que continuem a trabalhar, conquistando ou não títulos, mas, acima de tudo, cultivando o vosso amor ao desporto, a vossa amizade e a manter bem alto esse vosso grito de festa : . S F A L HOOOOOOOOOO SFAL”.
 
António Sousa Pereira